Páginas

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Não me perturbe.

Odeio coisas generalizadas.
Odeio a banalização das coisas que eu gosto.

Lembro que as pessoas me olhavam torto quando viam os livros que eu lia. Títulos como: A Última Vampira, A Hora das Bruxas, O Exorcista. Sim, muitos, MUITOS vampiros.

Agora?
Todo mundo acha graça nisso.

Lembro quando falavam pra mim que Muse era música de gente doida.

Agora?
Que vontade de xingar a tal da Meyer!

Mas tudo bem... Isso sempre acontece e eu sou mesmo uma pessoa ciumenta.
Não me leve a mal, eu até curto essa nova geração de vampiros romanticos, mas não me compare esse pseudo melo drama viral, que anda contaminando as mentes germinativas dos infatos-juvenis do século XXI, com os vampiros DE VERDADE como Jan Kman e Lestat. Isso é querer me matar de desgosto. É o mesmo que comparar KESHA com MADONNA. Não.

Ok... Isso não é um desabafo... Estou só comentando.

Sem textos hoje, só uma besteira que eu precisava expor.

3 comentários:

  1. hahaha! Sensacionalmente verdadeiro!
    O fato de se tornar banal faz com q a diferença expostas em alguns (nós) se torne tão comumente soberbo!
    A unica saida até o momento é voltar ao passado... mas até a moda de calça alta anda louca pelas novelas! ;D
    xoxo
    lovya!

    ResponderExcluir
  2. nossa, Apoiado!!!!!! Uma coisa é criar um romance a partir de um tema, outra é banalizar.
    otima critica, apoiado mais uma vez! ^^

    ResponderExcluir
  3. Super super apoiado!
    Aconteceu o mesmo comigo. Todo mundo me achava estranha pq eu lia livros sobre vampiro. Agora virou moda.
    Bjs... :)

    ResponderExcluir